Os fluídos corporais e os fluídos musicais dando vida aos filhos da carne.

Vida Libertina

Os fluídos corporais e os fluídos musicais dando vida aos filhos da carne.

Filhos da carne é o novo trabalho da Jully deLarge, e você vai descobrir neste post como esta obra nasceu.

filhos da carne

Filhos da carne, o nascimento.

No carnaval deste ano quando fui ministrar a Oficina de Sexo Oral no Simplão de Tudo, acabei ficando por lá todo o feriado para curtir as bandas e oficinas que rolaram.

Foi incrível a experiência, e de certa forma ai comecei a criar o filme Filhos da Carne!

E na madrugada do primeiro dia conheci o som do Projeto CRMK (Chromakey), fazendo a psicodelia reinar na floresta – quem estava presente foi feliz nesse rolê!

Durante as conversas com os caras que dão vida ao projeto, fui entendendo e me encantando com a ideia.

filhos da carne banda

A banda

CRMK é um MultiPalco Itinerante. Os caras viajam em uma Kombi, carregando seus instrumentos, equipamentos de palco, algumas roupas e mantimentos, universos de ideias e suas próprias existências como veículos da arte de viver o que ama. No caso deles, a música.
O palco é montado onde convém: praças, calçadas, florestas, não importa, todo local pode se tornar cenário para o que rola nas performances.

Conversando com Pé Boldaslove (Idealizador do Projeto e Guitarrista) e Jhow Cavalheiro (Baterista) entendi que o MultiPalco Itinerante é uma Jam com interações artísticas. O som é improvisado e espontâneo. Os músicos convidam o público a interagir com eles, seja tocando os instrumentos disponibilizados pelos próprios integrantes do projeto, os que o público tiver consigo; seja também cantando, fazendo malabares, dançando… o importante mesmo é a interação criativa entre as diferentes artes de expressão e experimentação.

filhos da carne sexo

As performances gravadas para o Filhos da Carne podem até virar álbuns musicais posteriormente.

Quase que de imediato imaginei uma cena porn rolando com os caras no fundo tocando. Manifestei a ideia e eles aceitaram! Fiquei muito empolgada porque a ideia que surgiu durante nossas conversas foi rolar uma cena enquanto eles tocam ao vivo no set de gravação.
Os movimentos sexuais naturais interagindo com as vibrações sonoras recheadas de psicodelia… muito me excitou!

Criei um roteiro, convidei o Rodolfo Marga para fazer a parte técnica e cerca de um mês depois de ter surgido a ideia, conseguimos o o orçamento para produzir o filme Filhos da Carne.

Eu, Jully DeLarge, como diretora e atriz do filme Os Filhos da Carne, digo aquilo que meus sentidos vivenciaram: foi singular e metafisicamente memorável!

Ao me recordar ou ouvir o som, me recordo do toque, o cheiro do ambiente, a luz, os sentimentos envolvidos, a dança. É uma recordação que quando retorna, retorna por todos os meus sentidos, trazendo a experiência à tona de maneira singular.

filhos da carne emme gostosa

A mescla das artes. Das artes de ser livre e fazer da arte o que quisermos, porque nós somos os artistas e protagonistas de nossas histórias quando vivemos o que amamos.

No elenco estão eu, Jully DeLarge. A maravilhosa Emme White. O queridaço Dom Garcia. Os seres incríveis do Projeto CRMK,  Pé Boldaslove (guitarra), Jhow Cavalheiro (bateria), Marcos Flecha (baixo) e Antônio de Souza (violino).

Pornô poesia ou poesia pornô? Poesia poesia.

Participações especiais de Carolina Neiva, recitando um poema de nossa autoria.

filhos da carne carolina neiva

Agradecimento aos meninos da Nicolas Não Tem Banda pela locação do terceiro andar na Ocupa Ouvidor 63!

Veja mais fotos e assine agora o Canal Vida Libertina do safada.tv para ver o filme na íntegra quando for lançado.

sem comentários

Adicione seu comentário

Vídeos de Vida Libertina

jully de Large chupa rola
2 anos atrás148317 3
Amigo secreto ganha boque...
lésbicas esfregando a buceta
2 anos atrás135214 2
Vida Libertina – 2.2
tapete humano
2 anos atrás10108 1
A pele que humilho – 1